1 ano depois de dar o título para a Chape, Rueda pode vencer a Sul-Americana.

Há pouco mais de um ano, a Chapecoense estava indo para a Colômbia disputar a final da Sul-Americana contra o Atlético Nacional, ex-time de Rueda. Mas o voo que levava toda a delegação caiu e 71 pessoas morreram.


Na ocisão, Rueda foi o mentor da ideia de dar o título do Copa para a Chapecoense. Agora, após mais de um ano, ele volta a final e pode, enfim, levantar a taça, desta vez com o Flamengo. O time entra em campo nesta quarta-feira, contra o Independiente, na Argentina.
Bernardo Redín com Rueda no Atlético Nacional
O treinador rubro-negro recorda a decisão de dar o título ao time de Chapecó.
“Foi um dia muito triste para todos no futebol e no mundo. Creio que uma lição. Nos fez refletir sobre a vida e o valor do adversário. Foi uma situação absolutamente difícil. Conversamos com presidente, diretoria e sabíamos que não havia sentido em jogar. A vida estava terminada para Chapecó, Caio Júnior e jogadores. Acabou para o Nacional também. Não tem sentido aspirar o título contra um adversário que não existia mais. A decisão de reconhecer a Chapecoense campeã foi absolutamente correta. Uma memória póstuma”, afirmou.
Fonte: Coluna do Flamengo

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget