Jornalista que informou dopagem de Guerrero recebeu ameaças pelo celular

O jornalista peruano Pierre Manrique, que deu a notícia sobre o possível doping do Guerrero, disse que recebeu em torno de 1.200 mensagens no seu celular com ameaças. As pessoas o acusavam de ser um “traidor da pátria”.
“Pessoas por dinheiro fazem qualquer coisa”, “esse cão não parece peruano”” vamos queimar sua casa “,” sua cabeça tem um preço, pede asilo em outro país”, dizem algumas mensagens. Ele é editor de esportes da rádio RPP. No veículo, comentou o assunto:
– Ninguém gosta de ser ameaçado. Eu tenho família – disse.
Pierre foi atacado nas redes sociais após circularem boatos de que ele estaria vendendo informações sobre Guerrero para jornalistas da Argentina e do Brasil. Para os críticos, se o jornalista não tivesse informado o assunto, Paolo não seria suspenso pela Fifa. Ele negou que tenha feito isso.
Manrique afirmou que deu a informação de doping do Guerrero após constatá-la em diversas fontes estrangeiras, entre elas o presidente da Comissão Antidopagem da Federação Brasileira de Futebol, Fernando Solera, que tornou pública a possível dopagem do jogador.
Fonte: Coluna do Flamengo

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget