Rueda nega priorizar competições e cita vontade de Guerrero em voltar

Entrando em um momento decisivo da temporada, o Flamengo terá um jogo importantíssimo neste sábado, às 19h(de Brasília), já que realizará o clássico contra o Vasco em um confronto direto entre os dois rivais por uma vaga na Copa Libertadores. O Rubro-Negro, porém, tem como vantagem a chance de também conseguir a classificação para o torneio continental por meio do título da Copa Sul-Americana, aonde segue vivo na disputa das quartas de final. Nesta sexta-feira, o técnico Reinaldo Rueda comentou sobre as possibilidades, mas negou que priorizará apenas uma competição nesta reta final.

“Não há nenhuma prioridade. É uma situação de faltarem oito jogos no Campeonato Brasileiro contra cinco da Sul-Americana. Estão muito similares. Estamos encarando ambas as competições com a mesma motivação. Sabemos que as duas têm componentes de dificuldade altíssimos. Encararemos com muito profissionalismo e intensidade, trabalhando duro para conquistarmos nossos objetivos”, explicou o treinador.

O Flamengo se encontra atualmente na sétima posição do Campeonato Brasileiro, com 46 pontos, sendo uma colocação a frente do Vasco, que é o oitavo, com 43. No entanto, em virtude dos critérios de desempate, com uma vitória, o Cruzmaltino ultrapassará o Rubro-Negro, assumindo um dos lugares que dão vaga à Libertadores e tirando o rival momentaneamente da competição. Por isso, o clássico tem um peso enorme para ambas as equipes.

Para a partida, o treinador rubro-negro não terá a sua principal referência no ataque, já que Paolo Guerrero, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, não terá condições de entrar em campo. O camisa 9 rubro-negro se viu em meio a uma polêmica durante a semana após a imprensa peruana publicar que ele não estava atuando para se poupar para a importante partida de sua seleção diante da Nova Zelândia, pela repescagem intercontinental para a Copa do Mundo. Rueda, porém, fez questão de sair em defesa de seu jogador e citar sua vontade em atuar.

“Paolo ainda está no departamento médico, mas quer jogar. Quer testar como está seu nível e também chegar bem para os jogos de classificação de sua seleção nacional. Depois de superar a contusão, haverá a fase de transição, que estava fazendo na semana passada para tentar jogar contra o Fluminense. Não podemos precipitá-lo, pois não queremos perdê-lo, primeiramente para nós, e depois para a seleção peruana”, pontuou.

Além de Guerrero, o Fla ainda não terá o zagueiro Réver e o atacante Berrío, em virtude de lesões, e o volante Cuéllar, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Apesar dos desfalques e o pouco tempo de descanso entre os duelos contra Fluminense e Vasco, Rueda afirmou que tentará manter a base da equipe que atuou na partida da Copa Sul-Americana.

“Não há mistério. No último jogo, contra o Fluminense, estiveram Paquetá e Rhodolfo. Faremos um jogo que será fora do regulamento, pois há uma norma no futebol brasileiro que não se pode jogar antes de 66 horas, e jogaremos antes de 65 horas de recuperação. Há jogadores que estão no processo de recuperação no ponto de vista fisiológico e tudo que significa o componente bioquímico do esforço. Espero que tomemos uma boa decisão, mas será uma escalação parecida com a do jogo contra o Fluminense”, completou.
Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget