Investimentos, Eduardo Bandeira e o Futebol do Flamengo

Presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, sorrindo - Fotos: Staff Images/Flamengo
GILMAR FERREIRA: A derrota de 1 a 0 para a Ponte Preta, em Campinas, o sétimo tropeço do Flamengo nos últimos nove jogos, fez crescer a pressão por mais mudanças no comando do futebol.

E no olho do furacão, de novo, o presidente Eduardo Bandeira, que acumula a vice-presidência da pasta.

Conselheiros pedem mudanças na estrutura do departamento e, de olho nas eleições de 2018, não duvido que as atenda.

Na semana passada, ele andou à procura de um nome confiável.

LOGO APÓS o jogo desta segunda-feira, válido pela 26ª rodada do Brasileiro, surgiram vozes pedindo uma oposição forte.

E o mote, como não poderia deixar de ser, era o alto investimento no futebol, até agora não correspondido.

Em grupos fechados do WhatsApp, beneméritos influentes contabilizaram, por baixo, cerca de R$ 1 bilhão arrecadados desde 2013 em cotas de TV (550 milhões), fornecimento de material esportivo (200) e venda de jogadores (180).

NÚMEROS, evidentemente, distorcidos, pois o Flamengo faturou muito mais do que o tal bilhão de reais em receitas não computadas no protesto.

Bandeira, em parte, fez tudo certo: reduziu endividamento, recuperou a marca, fez novas receitas, investiu em famosos jogadores e aparelhou o clube.

Mas não ganhou um Brasileiro _ o que hoje arranha sua gestão.

Aliás, a bem da verdade, sete dos oito que os antecederam também não ganharam. E, por ironia, o campeão em 2009, Delair Dumbrosky, era um interino.

O CENÁRIO não é animador.

A pressão sobre Bandeira tem como objetivo tirar o comando do futebol das mãos de Rodrigo Caetano e a saída do executivo neste momento será um tiro no escuro.

O time fará sete jogos em 21 dias e os quatro do Brasileiro que antecedem o jogo das quartas da Sul-Americana contra o Fluminense serão disputados num intervalo de dez dias.

Rueda ainda não tem o time nas mãos e já exibe incômodo com as cobranças.

Outubro será tenso.

E, pelo jeito, essa conta cairá no colo de São Judas Tadeu, o protetor...

Bandeira, em parte, fez tudo certo: reduziu endividamento, recuperou a marca, fez novas receitas, investiu em famosos jogadores e aparelhou o clube.

Marcadores:

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget