Flamengo volta ao playground

Pará durante Sport x Flamengo - Foto: Carlos Ezequiel Vannoni
BOTECO DO FLA: por Mercio Querido

De volta ao Brasileirão, o nosso playground da temporada 2017, onde de uma hora pra outra o Flamengo decidiu relaxar, brincar, desdenhar e não levar mais a sério.

Decisão tão estranha que os próprios Deuses do Futebol tentam aconselhar seu filho-clube travesso e apontar o caminho da luz. Várias rodadas mostrando que não é o momento (em um mundo sensato NUNCA seria) de deixar de lado tão representativa competição. Só do Corinthians vêm arrancando carregamentos de pontos sem escolher adversário. O Santos ontem já começou a rodada nos favorecendo ao perder para o Botafogo.

Como a esperança é a última que morre... A gente nem trata nesse momento de olhar o povo na dianteira e fazer ecoar nossos atabaques para secar o desempenho alheio. O negócio agora é acreditar a cada rodada que o Flamengo vai acordar, agir que nem gente grande, e voltar a levar a sério não só o Brasileirão como todo o resto, já que o Modo Carioqueta foi acionado até na Sul-Americana na quarta passada.

Nunca dá pra saber (Rueda já ganhou até o apelido de Vilão dos Cartoleiros), mas pelo trabalho da semana PARECE que Diego Ribas e Juan serão poupados. Especula-se fortemente também a entrada do Muralha para ganhar ritmo (ou reaprender, sei lá), já que os Deuses do Futebol também agiram aqui e acabaram de vez com o debate sobre quem seria o goleiro do Jogo do próximo dia 27.

Do lado de lá... Do lado de lá... Com uma ligeira revigorada no ânimo após vencer a Ponte pela Sula no meio da semana, o Sport já amarga 6 rodadas sem vitória no Nacional. De sério postulante a uma das vagas na Libertadores, encontra-se na meiúca da tabela, vendo a turma de trás perigosamente crescer no retrovisor (3 pontos de distância pro Z4). Tem alguns desfalques, dentre eles a ausência importante do Diego Souza, fazendo com que entre em campo sem ter o único 87 que possui.

Um jogador deles, um tal de Raul Prata, disse algo importante durante a semana: "Jogar contra o Flamengo no Rio não dá pra se atirar ao ataque". Da mesma forma que a gente não entende bulhufas dos outros times, é bom saber que os adversários chegam aqui com esse espírito. Com a ideia de fechar a casinha e ver se pinta um contragolpe maroto pra tentar marcar. Porém... Porém... Se o Flamengo não ataca, não agride (no bom sentido), não finaliza... Aos poucos o povo vai perdendo o respeito e começa a jogar bola. Na quarta aconteceu assim. A Chape olhou, esperou, observou, e quando percebeu que nossos nutellinhas queridos não estavam lá com muita vontade de jogar bola, decidiu um "então jogamos nós" e por pouco não arrancou a vitória.

De qualquer maneira, olhando a frieza dos números e deixando de lado a dos nossos jogadores, o saldo da Era Rueda ainda é bem positivo.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

Aos poucos o povo vai perdendo o respeito e começa a jogar bola. Na quarta aconteceu assim.

Marcadores:

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget