Mauro cobra Presidente no Flamengo: "Não entende de Futebol"













UOL ESPORTE VÊ TV: Em comentário no programa Linha de Passe, da ESPN Brasil, na noite desta sexta (19), o comentarista Mauro Cezar Pereira foi só elogios à estratégia do Botafogo na fase de grupos da Copa Libertadores, priorizando a competição maior e também por isso se classificando de forma antecipada, ao contrário do Flamengo, mesmo com maior investimento, eliminado. Segundo o analista, falta da humildade e foco ao Rubro-Negro, o que sobrou no rival carioca.

“O Botafogo teve este ano, entre outras coisas que o Flamengo não tem, estratégia, objetivo, meta e foco: Libertadores, mirou a Copa, e mais nada. Então colocou time reserva no Campeonato Carioca, não se importou quando perdeu a Taça Guanabara, não houve nenhum abalo. Entendeu que não tem condições de disputar em todas as frentes, estabeleceu uma prioridade. Naqueles jogos, reta final de Taça Rio, ficou onze dias fora, entre Equador e Colômbia, para fazer os dois dois jogos, conseguiu trazer quatro pontos fora e conseguiu ali praticamente garantir a sua classificação, mesmo perdendo para o Barcelona de Guayaquil. O Flamengo, não”, avaliou.

Na frustrante campanha do rubro-negro na primeira fase da competição, foram três derrotas fora de casa: 1 a 0 para a Universidad Católica no Chile, 2 a 1 para o Atlético-PR, brasileiro que avançou às oitavas da competição, e derrota de virada, 2 a 1, na Argentina, para o San Lorenzo, o outro classificado do grupo 4.

“O Flamengo tem uma postura hoje por parte de muitas pessoas no clube, outro dia um dirigente falou que o Flamengo vai ser um Barcelona, Real Madrid, uma bobagem dessas. O Flamengo se acha mais do que o Flamengo é hoje. Uma coisa é o clube, a história, o tamanho, a torcida. O Flamengo não é hoje um clube, um time em condições de se colocar como tenta se colocar, e é por isso que vai tomando esses castigos todos”, criticou.

E Mauro voltou a elogiar o Glorioso: 

“O Botafogo entendeu o seu no momento, as suas condições e falou: ‘Eu tenho como ir aqui, mas se quiser abraçar tudo, não vai dar certo’. Foi atrás e conseguiu, uma classificação antecipada, inclusive. Acho que teve mais humildade para entender a sua real situação, e é um mérito imenso do Botafogo. E num grupo difícil: Atlético Nacional, atual campeão, que sofreu um desmanche, mas um time forte, deu uma sacudida na Chapecoense na Recopa; Estudiantes, que é um time grande da Argentina, e Barcelona de Guayaquil, que surpreendeu, líder do grupo, um vice-campeão da Libertadores. São times com história, taças, viagens um tanto quanto cansativas. O Botafogo tinha grandes obstáculos pela frente.”

“Não é possível comparar pau a pau, porque o Flamengo tem muito mais dinheiro, mais condição para investir. Então, obviamente, tem que colocar na balança as dificuldades de um e as possibilidades que o outro tem. Hoje, o retrato que nós temos é: Flamengo campeão carioca, legal, beleza, e o Botafogo muito mais voltado, entendendo a competição mais importante”, comparou.

Crítica forte a Eduardo Bandeira de Melo

A postura pacata do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, após a eliminação, também motivou críticas de Mauro Cezar na mesa redonda: 

“Cadê a temperatura? Pera aí, isso é uma absurdo. Depois de uma eliminação dessas, o presidente tem que estar irritado, furioso e falar: ‘Eu vou fazer alguma coisa’. Agora, dizer: ‘Eu confio nas pessoas que nós contratamos e tal’. Aí você imagina o torcedor do Flamengo, o cara lá cuspindo abelha africana, assistindo na TV, com raiva, já recebendo WhatsApp dos vascaínos, botafoguenses e tricolores sacaneando ele, e o presidente falando isso. ‘Ah, que bom, gente, o presidente confia nos profissionais que ele contratou, vou dormir em paz’. Pelo amor de Deus, isso é uma brincadeira.”

“O Flamengo hoje não tem um comando no seu futebol”, continuou. 

“Tem que ter alguém ali que deixe trabalhar essa equipe, mas que aperte na hora que tem que apertar, cobre quando tem que cobrar, quando as metas não são atingidas, as coisas não vão bem. No Flamengo, é tudo normal, a temperatura é sempre em banho-maria, quando acontece alguma coisa: ‘Ah não, trabalho continua’. Então não houve erro? Dá a impressão, passa a sensação que na avaliação dele não houve erro, e é possível que ele assim avalie porque Eduardo Bandeira de Melo não entende de futebol, não conhece futebol, não tem capacidade de acumular a presidência com a vice-presidência. Muito bom na política, nas articulações, transita bem em Brasília, entre deputados e senadores, no período do Profut. Muito bom, mas o futebol precisa de alguém que entenda. Precisa de um comando, apertar os parafusos, as coisas continuam soltas, frouxas, não há pressão, cobrança”, enfatizou.

Mauro Cezar Pereira falou sobre Eduardo Bandeira de Melo e cobrou dirigentes experientes no Clube. Assista!

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget