Flamengo vai até Campo Mourão para manter 100% no NBB.

Foto: André Durão
GLOBO ESPORTE: De um lado, os cinco títulos do Novo Basquete Brasil, a Liga das Américas e o Intercontinental, de 2014. Do outro, o ano de estreia no NBB. Essa é uma maneira de se resumir o duelo entre Campo Mourão e Flamengo desta quinta-feira, na cidade paranaense, às 20h15 (de Brasília), partida válida pela quinta rodada da competição nacional. Os mandantes estão pela primeira vez no principal torneio do basquete brasileiro em 2016, enquanto o Rubro-negro disputou todas as edições, tendo vencido cinco e é o atual tetracampeão. É com essa conjuntura que os próprios paranaenses classificaram em suas redes sociais a partida, primeira entre as duas equipes, como "jogo do século" .

Para o confronto, o Flamengo terá o reforço do armador Pedrinho Rava. Após ficar o começo de temporada em recuperação de um estiramento do músculo bíceps femoral da coxa esquerda, ele viajou para Campo Mourão, e está à disposição de José Neto. Desta forma, o Rubro-negro só terá a ausência de Humberto, que sofreu uma fratura do quinto metatarsiano do pé esquerdo, em outubro. A previsão inicial é que ele só retorne no início de dezembro.

O Rubro-negro tem 100% de aproveitamento na competição, com três vitórias, sendo duas fora do Rio de Janeiro. Após o retorno na última partida, o armador Ricardo Fisher vê o fator casa do adversário como preocupante para as pretensões do Fla na partida.

- (Jogo) Difícil. Acho que no NBB não tem mais essa de "a gente vai jogar com tal equipe, vai ser tranquilo e vamos poupar". Os jogos estão mostrando isso. Como o Brasília, que ganhou um e perdeu outro. Vasco também. (Campo Mourão) É uma equipe nova, mas está jogando em casa. Temos que pensar no que temos que melhorar e impor nosso ritmo desde o começo.

Já o comandante do Rubro-negro afirma que os resultados de Campo Mourão nas primeiras partidas mostram que o adversário desta quinta pode surpreender o atual campeão do NBB.

- A gente já sabia que o Campo Mourão, lá em Campo Mourão, é um adversário duro. Tendo vencido em São Januário mostra que não é qualquer equipe. Nós tivemos uma semana de trabalho, e acredito que a gente está evoluindo - ressaltou José Neto.

No lado paranaense, é só alegria. Atual vice-campeão da Liga Ouro, o time preto e amarelo conseguiu a vaga para o NBB depois da desistência de São José, e vem fazendo uma boa campanha. Após perder na estreia para Liga Sorocabana, a equipe do Paraná venceu dois compromissos fora de seus domínios, sendo um contra o Vasco em São Januário.

Para manter o bom momento no Novo Basquete Brasil, o Campo disponibilizou uma cota extra de mil ingressos a R$ 20 para lotar o ginásio Belin Carolo. Segundo o técnico do time, Emerson Souza, a expectativa é de casa cheia, com quatro mil torcedores. Ele relata como "o jogo do século" está sendo aguardado pelo município, com cerca de 90 mil habitantes, segundo o site da prefeitura local.

- A cidade só fala disso, só se fala no jogo contra o Flamengo. Essa é a primeira vez que o esporte de Campo Mourão está em uma primeira divisão. Nunca antes a cidade esteve na elite, seja no basquete, no futebol, no vôlei... E é a primeira vez do Flamengo, como clube, na cidade. Então, o pessoal mais velho está considerando "o jogo do século" mesmo - conta Emerson.

Dentro de quadra, a equipe ainda não terá a estreia do ala Jordan Montgomery e do ala/pivô Isaac Thornton, ambos americanos, por problemas na documentação. Por outro lado, o Campo terá o dono da maior média de pontos da competição até o momento. O armador Betinho marcou 25 pontos nas duas últimas partidas, e 26 na estreia contra a Liga Sorocabana. Apesar do respeito ao adversário, Emerson tem como objetivo vencer o Flamengo, em casa.

- Primeiro que para nós é uma honra estar recebendo na nossa cidade o Flamengo, atual campeão do NBB. O Campo Mourão é um projeto novo, e o torneio está moldando a nossa estrutura. Nós somos a menor cidade na elite do basquete brasileiro, mas lógico que tentaremos fazer um jogo duro, e ganhar do Flamengo aqui.

Com dois triunfos em três partidas, o Campo Mourão pode igualar o número de vitórias do Fla na competição, caso vença o adversário desta quinta. Já o Rubro-negro quer manter o 100% na temporada do Novo Basquete Brasil e empatar com o Vitória, única equipe do torneio com quatro vitórias em quatro partidas

O Rubro-negro tem 100% de aproveitamento na competição, com três vitórias, sendo duas fora do Rio de Janeiro.

Marcadores:

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget