Flamengo Hoje

Últimas Notícias:

Com os dois gols marcados na goleada contra o Bahia pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Ilha do Urubu, o zagueiro e capitão Réver, se tornou o zagueiro com mais gols no Brasileirão de pontos corridos.
Réver alcançou ainda a marca de ser o zagueiro com mais gols na atual edição do Campeonato Brasileiro.
O capitão se isolou como o zagueiro com mais gols marcados neste Brasileirão. Em 23 jogos disputados, o capitão rubro-negro balançou as redes cinco vezes, uma a mais que Kanu, do Vitória, que agora ocupa a 2ª colocação no ranking.
Fonte: Coluna do Flamengo

O Flamengo encarou o Bahia na noite desta quinta-feira e coneseguiu uma goleada por 4 a 1 na Ilha do Urubu. Apesar da importante vitória, o rubro-negro saiu de campo com uma preocupação: a situação física de Paolo Guerrero.
Durante a partida o peruano levou a mão à coxa esquerda por diversas vezes e, após falta dura, não seguiu no jogo, dando lugar a Lucas Paquetá.
Para saber a gravidade do problema sofrido pelo camisa 9, o Departamento Médico da equipe fará uma reavaliação do atleta nesta sexta (20), quando o elenco se reapresenta no Ninho do Urubu.
Fonte: Coluna do Flamengo

Com gols no segundo tempo, o Flamengo goleia o Bahia por 4×1 com gols de Rever e Diego duas vezes cada. Veja a análise da partida.




Com 9,5 pontos, o capitão Réver foi eleito “O cara do jogo“. Veja todas as notas abaixo.

Diego Alves – 6,5
Pará – 5
Réver – 9,5
Juan – 5
Trauco – 5,5
Cuéllar – 6
Willian Arão – 5,5
Diego – 8,5
Everton – 6
Berrío – 5
Guerrero – 5
Everton Ribeiro – 7
Lucas Paquetá – 6
Rômulo – s/n
Reinaldo Rueda – 7
Concorda ou discorda? Interaja com os outros torcedores nos comentários.
Fo:nte Coluna do Flamengo

Com o objetivo de se recolocar na briga pelo G4, o Flamengo entrou em campo como grande favorito para enfrentar o Bahia, que ainda se vê ameaçado pela zona da degola, apesar dos bons resultados recentes no campeonato.

Diferente do que se esperava, o tricolor iniciou a partida com postura ofensiva, enquanto o Fla – claramente nervoso -, não demonstrava organização para ameaçar o adversário.
Um fator negativo – percebido ainda do início da temporada – voltou a ficar claro na primeira etapa do duelo: o fraco preparo psicológico da equipe rubro-negra.
Ao ver-se pressionado pelo Bahia, o time da casa cometeu muitas faltas e a arbitragem não perdoou, dando três cartões amarelos para o Fla: Diego, Arão e Guerrero foram os penalizados.
Outro destaque negativo do 1º tempo ficou por conta do árbitro Além dos cartões, o trio comandado por Marcelo Aparecido de Souza, que chegou a irritar as duas equipes, demonstrando permissividade em alguns lances e rigidez em outros.
Com apenas uma chance clara de gol, em chute longo feito por Diego, o futebol apresentado pelo Mais Querido foi abaixo do esperado quando o término da etapa inicial foi assinalado.
Na volta para o 2º tempo, Rueda sacou Berrío e deu lugar a Everton Ribeiro, tentando resolver a dificuldade da equipe para criar jogadas no ataque.
Logo aos 5 minutos o capitão Réver aproveitou bem a oportunidade que teve na pequena área e não deu chance para o goleiro Jean. Everton cruzou, Guerrero raspou de cabeça e o defensor completou pra rede, abrindo o placar.
Saindo na frente, o rubro-negro dava indícios de que passaria a dominar a partida e administrar o marcador, porém, a equipe continuou sem eficácia nos tentos ofensivos.
Em lance rápido, Allione entortou a zaga do Fla e passou para Hernane, que sofreu pênalti em chegada atrasada de Juan. Na cobrança, Mendonza deslocou Diego Alves e empatou o confronto.
Pouco tempo depois, Réver voltou a colocar o Flamengo na frente em bela cabeçada, após escanteio cobrado por Everton, dando alívio à equipe.
O Bahia não se entregou, partindo para o ataque, mas em belo lance de Diego, o Mais Querido teve oportunidade de matar o jogo, e não desperdiçou. O camisa 35 armou um bom contra ataque e acionou Everton Ribeiro, que deu belo passe de cavadinha para Lucas Paquetá, que acabou sofrendo pênalti.
Para tirar a desconfiança, Diego foi para a cobrança e ampliou para o Mengão, em cobrança firme, rasteira. O meia ‘empolgou’, e dois minutos depois voltou às redes.
Everton fez boa jogada pela ala esquerda e acionou o maestro dentro da área, que deu um belo giro pra cima da marcação e fuzilou para o fundo das redes. Em 10 minutos o Fla saiu de 1×1 para 4×1.
Com a goleada no placar e torcida em festa, o Fla garantiu os três pontos e assumiu a 6ª colocação na tabela, com apenas 1 ponto a menos que o Cruzeiro.
Fonte: Coluna do Flamengo

Em matéria publicada ontem no Coluna do Flamengo (Títulos honoríficos do Fla não seguem estatuto do clube), o presidente do Conselho Deliberativo, Rodrigo Dunshee foi citado. Na matéria, informamos que ele não possuía as atribuições para receber o título honorífico de Grande Benemérito. Rodrigo entrou em contato e lhe concedemos um direito de resposta.




Na sua resposta, além de esclarecer a sua benemerência, Rodrigo elucida sobre as questões das comissões do Conselho Deliberativo e a escolha dos seus membros. Ele ainda diz acreditar que a parte política não seja determinante para a escolha dos eméritos mesmo que a escolha não esteja imune a falhas. Confira a resposta na íntegra:
Por conta da matéria publicada pela Coluna do Flamengo, gostaria de esclarecer que:
a) Para se tornar Grande Benemérito são necessários 20 anos de serviços relevantes ao Flamengo e não 25 anos, como alegado;
b) Tenho pelo menos 25 anos de serviços prestados Flamengo e quando recebi a honraria de Grande Benemérito já contava com 24 anos. Fui eleito vice-presidente do Code (Conselho Deliberativo) aos 27 anos, tendo sido por exemplo, VP Geral e Presidente do Code.
c) Portanto, não procede a alegação de que não tenho tempo de serviço, colocando meu currículo à disposição, caso necessário.
d) Sobre as comissões do CODE nada tenho a esconder. Não foram escolhidas por critérios políticos. Na verdade, assumi um mandato tampão em razão da renúncia do Delair (Dumbrosck). Por isso, preferi aproveitar a maioria dos bons conselheiros que haviam sido escolhidos por ele (Delair), porque eram bons profissionais e grandes rubro-negros;
e) Recebi algumas poucas indicações, não mais que 4. Mas, não vejo o menor problema nisso. SóFla (Sócios Pelo Flamengo) e FAT (Flamengo Acima de Tudo) indicaram esses 4 conselheiros, porque eu não dispunha de nomes técnicos e meus amigos desses grupos, conheciam pessoas capazes.
f) Reconheço que excelentes nomes ficaram de fora das comissões, mas eu não pude aproveitá-los, porque não quis afastar ninguém que já estava lá. Acho muito delicado você demitir alguém que está se dedicando de graça ao Flamengo e o fazendo com o coração. 
g) Temos pessoas da oposição e da situação trabalhando nas comissões do CODE e lá dentro não há essa divisão, pelo menos não para mim. Tenho o maior prazer em trabalhar com todos e não vejo ninguém trabalhar contra o Flamengo. Aliás, o Conselho Deliberativo jamais fez uma votação contra os interesses do Flamengo. Quando a ideia é boa ela é aprovada.
h) Atualmente, quem é agraciado com a emerência não ganha um título para dar e seu descendente, como informado. Até ano passado isso acontecia e acho que era justo, já que a pessoa havia dado 5 anos de serviços gratuitos ao Flamengo. Já existem pessoas defendendo a volta desse prêmio, porque o título honorifico acaba com a morte do titular, então seria apenas uma antecipação de uma herança.   
Entendo que o processo de escolha dos eméritos, beneméritos e Grandes-Beneméritos não seja imune a falhas, mas não acho que a parte política seja determinante, ao menos pelo que pude verificar nesse pequeno período em que estou lá. O que conta mesmo é o currículo. O Conselho é sério e quem eventualmente for preterido deve ir lá pedir para ver o currículo dos que foram agraciados, para ver se houve mesmo alguma injustiça.
Att.
Dunshee
Fonte: Coluna do Flamengo

A busca de jogadores no mercado sul-americano tem ganhado intensidade nos últimos anos, por parte das equipes brasileiras, e o nome do atacante Yimmi Chará tem vem ganhando força, sendo alvo de Flamengo e Palmeiras.


Com 26 anos de idade, o atleta faz parte da seleção colombiana e é artilheiro isolado do campeonato de seu país, com 10 gols marcados, vestindo a camisa do Junior Barranquilla (ex-time de Cuéllar).

Vale lembrar que Chará já foi treinado por Reinaldo Rueda. Os dois trabalharam juntos em 2015, quando o atleta marcou 5 gols em 25 partidas pelo Atletico Nacional.
Atualmente, o jogador é avaliado em 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 9,4 milhões).
Fonte: Coluna do Flamengo

Às 21h desta quinta-feira a bola rola na Ilha do Urubu, para Flamengo x Bahia, jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão, tendo importância para as duas pontas da tabela.




Às 21h desta quinta-feira a bola rola na Ilha do Urubu, para Flamengo x Bahia, jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão, tendo importância para as duas pontas da tabela.

VEJA OS ESCOLHIDOS DE RUEDA:
Titulares: Diego Alves, Pará, Juan, Réver e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Everton, Berrío e Guerrero.
Reservas: Muralha, Rodinei, Rafael Vaz, Leo Duarte, Rhodolfo, Renê, Rômulo, Everton Ribeiro, Lucas Paquetá, Gabriel, Geuvânio e Vizeu.

Com a temporada de 2017 chegando ao final, as equipes já iniciam os planejamentos para o próximo ano, visando jogadores para reforçarem seu plantel. Dentre os nomes especulados, os de Diego (Flamengo) e Robinho (Atlético-MG) estão em alta no mercado brasileiro.




O Santos, time que formou os dois atletas, já manifestou publicamente o interesse no meia rubro-negro. Quanto ao ‘Rei das pedaladas’, a situação vivida no Galo é instável, sendo ele um dos jogadores mais cobrados por conta do rendimento abaixo do projetado no início da temporada, e pode retornar à Vila.

O comentarista da Fox Sports, Benjamin Back, comentou sobre os casos: “Não acredito que o Diego possa voltar para o Santos. O Flamengo tem contrato de três temporadas com o Diego e acabou de vencer o primeiro ano. Tem mais dois pela frente e ele ganha muito. O Robinho pode ser, desde que ele aceite receber o que o Santos está oferecendo”.
O contrato de Diego com o Mais Querido é válido até julho de 2019, e o camisa 35 não demonstra interesse de sair do Fla, assim como a equipe trata o jogador como fundamental para seu elenco, sem dar indícios de que possa negociá-lo.

O Flamengo segue fazendo ações para sócios torcedores em suas partidas como mandante. Desta vez, além dos sócios, 500 crianças de comunidades do Rio de Janeiro ganharam ingressos para o duelo contra o Bahia.




Ações – Flamengo x Bahia
18h30 – 5 sócios-torcedores participam do Match Day, conhecem sala de imprensa, vestiário e gramado
21h – 44 crianças entrarão em campo com os jogadores – escolinha e sócio-torcedor
21h45 – 3 sócios-torcedores participam de um desafio no intervalo da partida valendo prêmios do Flamengo
Durante todo evento:
– Venda de copos da partida – em edição especial do Outubro Rosa – terá parte da renda revertida para o Inca
– O Flamengo destinou 500 ingressos para crianças de projetos das comunidades: Morro do Dendê e Bancários (Ilha), Morro do Salgueiro, Complexo do Alemão, Engenho da Rainha, Santa Marta, Vila Aliança e Senador Camará (Zona Oeste) e Morro São João. As crianças assistirão ao jogo no setor Leste.
Fonte: Coluna do Flamengo

Após determinação arbitrária da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a partida entre Flamengo e Vasco, dia 28 de outubro, foi transferida da Ilha do Urubu para o Maracanã. Sobre o fato, o Flamengo vem a público para realizar os seguintes questionamentos às autoridades públicas do Rio de Janeiro:
1) Os órgãos públicos de fiscalização do Rio de Janeiro foram extremamente rigorosos em suas exigências para que o Flamengo colocasse em prática o projeto que modernizou a Ilha do Urubu. O estádio de hoje é resultado de todas essas determinações, principalmente de orientações expressas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para que lá fosse possível realizar qualquer partida, incluindo clássicos regionais. O Flamengo pôs em prática tudo o que lhe foi exigido – o que gerou atrasos na liberação do estádio – e os laudos e certificações apresentadas pelo clube atestam isso.
2) Como referência histórica importante, em 2016 as mesmas autoridades públicas aprovaram a realização da partida entre Botafogo e Flamengo, em um estádio que possuía instalações e cuidados com segurança inferiores aos atuais e que nunca tinha sido testado antes, uma vez que a partida citada foi a estreia da arena. Se a Polícia Militar do Rio de Janeiro permitiu a realização de um clássico naquelas circunstâncias, o Flamengo se reserva o direito de perguntar: por que isso não é possível agora?
3) Da mesma forma, entendemos ser importante questionar: como a Polícia Militar do Rio de Janeiro teve condições de garantir a segurança para a realização das partidas entre Vasco e Flamengo em São Januário pelo Campeonato Estadual de 2016 e pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2017, mas agora não consegue fazer o mesmo na Ilha do Urubu?
4) Outras perguntas também são pertinentes: qual a garantia que a PM oferece ao Flamengo, mandante do jogo, de que será capaz de assegurar a segurança de seus torcedores e de cerca de 6000 torcedores do Vasco no Maracanã, se não se diz capaz de atender no máximo 900 torcedores adversários na Ilha do Urubu? Qual dos cenários apresenta maior risco de segurança? E qual o plano de segurança e efetivo de policiais para a partida no Maracanã, considerando os problemas ocorridos nos três últimos jogos do Flamengo no estádio, contra Botafogo, Cruzeiro e Fluminense, respectivamente?
5) Um fato que merece ser lembrado em relação à segurança da Ilha do Urubu é que a operação na partida entre Flamengo e Palmeiras, jogo considerado de altíssimo risco em função da rivalidade entre as torcidas, foi elogiada publicamente pelo Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE). Lembrando que o mesmo espaço utilizado pela torcida do Palmeiras na Ilha do Urubu e projetado por indicação do próprio GEPE – com estacionamento fechado e bilheterias internas – poderia ser usado para acomodar ônibus de caravanas da torcida do Vasco.
6) Por fim, o Flamengo afirma que as autoridades públicas do Estado do Rio de Janeiro tiram, em função de sua própria incapacidade, o direito de um contribuinte correto e responsável realizar suas partidas em seu estádio, obrigando-o atuar em uma praça esportiva que cobra taxas exorbitantes. A título de comparação, para atuar no Maracanã o Flamengo paga aluguéis quatro a oito vezes maiores que aqueles cobrados do Fluminense.

Fonte: Site oficial

Kleber Leite: Finalmente uma atitude responsável e coerente.
A Polícia Militar, espremida entre a desconfiança da população carioca e as armas de guerra dos fora da lei, toma atitude correta, encaminhando expediente à CBF, onde deixa claro ser uma temeridade a realização do jogo Flamengo x Vasco, na Ilha do Urubu.
O que me causa espanto é o fato de ter que se chegar ao ponto de ser necessária uma interferência da Polícia Militar, quando este tema deveria ser resolvido de forma responsável e equilibrada na esfera esportiva.
Incrível como pessoas de bem, sérias e de muito bom nível cultural, priorizam de forma tão equivocada, colocando a rixa clubística acima da segurança e do bem-estar do ser humano.
Não é que no Maracanã nada aconteça. Apenas e, óbvio é que, a possibilidade de se controlar qualquer coisa que fuja à normalidade é muito mais fácil, em função da estrutura do ex-maior estádio do mundo.
Ponto para a Polícia Militar.

A manhã desta quinta-feira (19) foi bastante movimentada pro Flamengo. Segundo publicação no site Globoesporte.coma Carabao atrasou o pagamento e poderia prejudicar o futuro do Flamengo.




Em entrevista ao Coluna do Flamengo por meio de áudio, o VP de Marketing do Flamengo se pronunciou e esclareceu o ocorrido. O Flamengo não irá abrir mão do patrocínio.
O contrato continua ativo, o patrocinador continua com a gente e continuamos acreditando que eles se estruturar cada vez mais e seguir. O Flamengo segue, como marketing, apoiando os atuais patrocinadores e sempre em busca de novos ativos e oportunidades de patrocínio”, disse.
Daniel Orlean também falou sobre o atraso. Devido a burocracia do Brasil, como ele mesmo afirmou, o dinheiro demorou a entrar: “Atrasou? É normal, pagou depois… As vezes tem problema de trazer dinheiro; o Brasil é burocrático. Não é motivo para pânico“, finalizou.
O anúncio da Carabao aconteceu no início do ano com muita festa. O acordo previa investimentos na casa de R$200 milhões em seis anos de contato mais bonificação caso a meta (37 milhões de latinhas vendidas) fosse alcançada.
A Carabao está com dificuldades de encontrar fornecedores no Brasil. Por meio das redes sociais, torcedores sugerem venda on-line e parceria com transportadoras.
Fonte: Coluna do Flamengo

No último dia 17 de outubro a empresa Cursor eSports, que agencia o Flamengo na nova empreitada, foi acusada pela ESPN de aliciamento à atletas do e-Sports. Segundo a matéria, Gabriel “Revolta” Henud, Felipe “Yang” Zhao e Gabriel “Kami” foram aliciados pela empresa.




Por meio de sua conta oficial de e-Sports no Twitter, o Flamengo falou a respeito. O clube afirmou que nunca aliciou nenhum jogador para a formação do próprio time. Veja a nota:
Em resposta à recente reportagem publicada pela ESPN, o Clube de Regatas do Flamengo, como clube cidadão e ético, afirma que nunca aliciou qualquer atleta de League of Legends hoje pertencente a outras equipes, para a formação de seu próprio time. 
O Flamengo e a Cursor eSports, nossa parceira no projeto de esportes eletrônicos, têm plena consciência das regras anti-aliciamento aplicadas neste mercado e irão respeitá-las sempre. Qualquer pessoa que eventualmente venha a agir em nome do Flamengo dessa forma estará cometendo um ato não autorizado e fora das regras dos esportes eletrônicos.
Um processo de denúncia foi aberto sobre o aliciamento na Riot Games. Caso a denúncia seja aceita e comprovada, o Flamengo pode ter sua entrada no Circuito Desafiante de League of Legends negada pela empresa.
Fonte: Coluna do Flamengo

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/oficialsouflamengo} {twitter#https://www.twitter.com/SiteFlaHoje} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+FlamengoHoje} {youtube#https://www.youtube.com/create_channel}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget